16.9 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Desemprego leva 91 mil milhões

Clique para ampliar Quase três anos de intervenção da troika em Portugal já custaram ao País um montante que atinge no mínimo 91,3 mil milhões de euros Nas contas do economista Eugénio Rosa, a destruição do emprego levou a que os trabalhadores produzissem menos 55% do Produto Interno Bruto (PIB).

O economista tomou como ponto de partida uma taxa de desemprego oficial de 12,4% em 2011, ano em que o Governo de coligação PSD/CDS-PP assumiu as rédeas do País – em junho. Nesse ano, o número que correspondia a um desemprego oficial médio era de 730 mil portugueses. O mesmo é dizer que, nessa altura, o PIB perdido ascendeu a 25,6 mil milhões de euros. No ano seguinte, o número subiu para 847 mil desempregados e 29,7 mil milhões de euros de riqueza destruída. Para 2013, tendo como referência um desemprego oficial médio que envolve 982 mil trabalhadores, a economia deverá destruir o equivalente a 36 mil milhões de euros, segundo contas do economista.

Ora, se forem também considerados na equação os inativos que já não procuram emprego e a fatia dos que integram o subemprego (trabalhadores forçados a pequenos trabalhos a tempo parcial por não terem emprego), a fatura pode subir para os 142,2 mil milhões de euros de PIB perdido, sendo que só em 2013 o desemprego levará 56,6 mil milhões de euros.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/desemprego-leva-91-mil-milhoes

Artigos relacionados

Últimos artigos