18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

Deputados defendem reforço do ensino do português em Macau

Clique para ampliar O Governo de Macau deve estimular a aprendizagem do português nas escolas e “pensar” em acrescentar uma disciplina de língua portuguesa no ensino secundário complementar, defenderam hoje três deputados à Assembleia Legislativa (AL) local.

Numa intervenção antes da ordem do dia assinada por Kou Hoi In, Cheang Chi Keong e Fong Chi Keong, os deputados salientaram que Macau, como Região Administrativa Especial da China “está a esforçar-se por se transformar numa plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países lusófonos”, pelo que “a fim de desenvolver a vantagem dessa plataforma, é necessário formar mais pessoal bilingue”, sustentaram ao apontarem carências de funcionários que dominem as duas línguas oficiais também na área jurídica.

Para os três deputados, todos eleitos por sufrágio indireto, “é necessário aumentar os cursos de formação sobre língua portuguesa, apoiando os alunos ou trabalhadores interessados em estudar português”.

“Propomos que, a fim de trabalhar mais na formação de pessoal bilingue, o Governo deve cooperar com as instituições educativas para organizar cursos de aprendizagem de língua portuguesa e pensar em acrescentar uma disciplina de ensino dessa língua no nível secundário complementar”, salientaram.

Kou Hoi In, Cheang Chi Keong e Fong Chi Keong salientaram ainda a ausência de quadros técnicos qualificados que permitam uma adequada diversificação económica de Macau ou a dificuldade dos jovens em encontrarem um emprego de acordo com as suas habilitações, tudo devido à “situação dominante da indústria do jogo”.

LUSA

Artigos relacionados

Últimos artigos