31.6 C
Bruxelas
13 Agosto 2022

DECO desaconselha consumo de carne picada

Clique para ampliar A DECO desaconselhou esta sexta-feira o consumo de carne picada vendida a granel por considerar que esta pode causar problemas de saúde pública e reivindicou maior fiscalização por parte da ASAE e nova legislação para os talhos.

A associação de defesa do consumidor fez um estudo com base em amostras de carne picada vendida a granel em 34 talhos das zonas da Grande Lisboa e do Grande Porto e referiu “resultados alarmantes” na área da saúde pública e da higiene e conservação.

“Um dos maiores problemas que encontrámos foi a existência de sulfitos em cerca de 60% da carne. Este conservante, que não é permitido na carne, pode causar dores de cabeça, náuseas e crises de asma em pessoas sensíveis”, disse à agência Lusa Nuno Lima Dias, responsável pelo estudo.

Nuno Dias referiu que nalguns casos foram encontrados “concentrações de sulfitos muito elevadas, próprias de quem não sabe muito bem o que está a fazer”.

“Trata-se de um problema de saúde pública e o consumidor também pode ser enganado”, disse, explicando que o conservante em causa é usado como inibidor de microorganismos e dá à carne uma cor de carne fresca, mesmo que esta não o esteja.

Na carne picada vendida a granel nos talhos dos super e hipermercados não foram detetados sulfitos.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/deco-desaconselha-consumo-de-carne-picada

[ Cavalo: ASAE apreendeu mais 45 mil quilos de produto suspeito ]

Artigos relacionados

Últimos artigos