7.3 C
Bruxelas
26 Novembro 2022

Covid-19: Pandemia matou pelo menos 5.197.718 pessoas em todo o mundo

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 5.197.718 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China no final de 2019, segundo o balanço diário da agência France-Presse.

Mais de 260.817.750 pessoas foram infetadas em todo o mundo no mesmo período e até às 11:00 de hoje, de acordo com os números coligidos pela AFP.

No domingo, registaram-se 4.760 mortes e 382.619 novas infeções. Os países que registaram mais mortes nesse dia foram a Rússia (1.209), Ucrânia (297) e Índia (236).

Os Estados Unidos continuam a ser o país mais afetado, tanto em número de mortes como de infeções, com um total de 776.639 mortes e 48.229.273 casos, segundo os dados da Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 614.278 mortes e 22.080.906 casos, a Índia com 468.790 mortes (34.580.832 casos), o México com 293.897 mortes (3.883.842 casos) e a Rússia com 273.964 mortos (9.604.233 casos).

Entre os países mais atingidos, o Peru é o que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 610 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Bulgária (404), Bósnia (380), Montenegro (364), Macedónia do Norte (362), Hungria (351) e República Checa (307).

Em termos de regiões do mundo, América Latina e Caraíbas totalizaram 1.539.738 mortes para 46.642.178 casos, Europa 1.514.834 mortes (83.767.638 casos), Ásia 896.740 mortes (57.159.434 casos), Estados Unidos e Canadá 806.268 mortes (50.014.587 casos), África 222.568 mortes (8.638.847 casos), Médio Oriente 214.292 mortes (14.288.635 casos) e Oceânia 3.278 mortes (306.439 casos).

O balanço foi feito com base em dados obtidos pela AFP junto das autoridades nacionais e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Devido a correções feitas pelas autoridades e a notificações tardias, o aumento dos números diários pode não corresponder exatamente à diferença em relação aos dados avançados na véspera.

Artigos relacionados

Últimos artigos