30.2 C
Bruxelas
11 Agosto 2022

Corte de 20 mil no ensino profissional

Clique para ampliar Escolas profissionais privadas acusam Governo de fazer o contrário do seu discurso oficial.

A Associação Nacional de Escolas Profissionais (Anespo) acusou ontem o Ministério da Educação e Ciência (MEC) de reduzir em 20 mil o número de alunos que no próximo ano letivo entram para o Secundário (10º ano) em cursos profissionais. Segundo a Anespo, o Governo contraria, assim, o discurso oficial de que pretende ter metade dos alunos do Secundário em vias qualificantes.

“Em vez dos 60 mil alunos que deveriam entrar no sistema de dupla certificação escolar e profissional, apenas foram aprovados 40 mil, o que significa que apenas um terço dos 120 mil alunos que vão começar o Secundário podem fazer esta opção”, disse José Luís Presa, presidente da Anespo, acusando o Governo de querer direcionar os alunos para cursos de “lápis e papel”, mais baratos. As escolas profissionais temem que mais de 300 professores percam o emprego.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/ensino/corte-de-20-mil-no-ensino-profissional

Artigos relacionados

Últimos artigos