7.3 C
Bruxelas
26 Novembro 2022

Conselho de Redação do jornal Público demite-se

Clique para ampliar O Conselho de Redação (CR) do jornal Público demitiu-se na segunda-feira e convocou eleições para 6 de Junho, noticiou o jornal Sol.

Em comunicado, o CR do diário refere que, «nas actuais circunstâncias, é mais útil e clarificador demitir-se e convocar eleições para dia 6 de Junho».

Recentemente, o Conselho de Redacção do Público denunciou alegadas ameaças do ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, sobre o jornal e uma jornalista do diário que acompanha o caso das Secretas.

As alegadas ameaças, confirmadas pela direcção do jornal, mas negadas por Miguel Relvas, incluiriam a divulgação na Internet de dados da vida privada da jornalista e um boicote noticioso do Governo ao diário, caso fosse publicada uma determinada notícia.

Na notícia, que acabou por não ser publicada, com a direcção do jornal a alegar que não havia matéria noticiável, a jornalista Maria José Oliveira pretendia evidenciar «as incongruências» das declarações do ministro no Parlamento sobre o caso das Secretas.

O episódio abriu uma «brecha» nas relações entre a direcção do diário e o Conselho de Redacção, que considerou que havia matéria relevante que justificava a sua publicação.

O caso Relvas/Público está a ser investigado pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), que vai ouvir hoje os editores online do Público Victor Oliveira Ferreira e Joana Gorjão Henriques e os assessores do ministro dos Assuntos Parlamentares António Valle e Pedro Correia.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos