30.2 C
Bruxelas
11 Agosto 2022

Chuva de protestos

Clique para ampliar Apitos, assobios, apupos e insultos. Em cada ponto por onde a chanceler Angela Merkel passou ontem, na sua curta visita a Portugal, os manifestantes lá estavam.

Mas o momento mais tenso ocorreu pelas 15h30, a centenas de metros do Centro Cultural de Belém, quando os apupos deram lugar ao derrube das grades que separavam as várias centenas de manifestantes da polícia. Ouviram-se gritos e verificou-se alguma confusão, com empurrões de quem fugia à hipótese de uma carga policial.

Uma hora passou e os manifestantes tentaram novamente furar o cordão policial, já sem grades. Novamente sem êxito. Antes das 17 horas, a polícia retirou as grades e os ânimos voltaram a aquecer, com um animador do protesto – vestido de palhaço – a pedir para correr rumo aos polícias.

Com slogans como ‘Merkel, Passos, Fora Daqui’ ou ‘Merkel Raus [Rua em alemão]’, quem protestou junto ao perímetro de segurança do Centro Cultural de Belém sabia que não veria a chanceler. “Não a vemos, mas temos direito ao protesto”, dizia ao CM uma reformada, incomodada com os símbolos nazis associados a Merkel no protesto.

A polícia isolou a praça do Império, o CCB e os Jerónimos. Não houve detenções, mas um boneco com o rosto de Merkel, vestido de preto e com o símbolo nazi, foi colocado numa fogueira. O mesmo destino de uma pilha de folhas de papel.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/actualidade/chuva-de-protestos-com-video

[ Encontro empresarial com fortes medidas de segurança ]

[ Empresários alemães pedem “paciência” aos portugueses ]

[ Ministro da economia acena com as privatizações aos alemães ]

Artigos relacionados

Últimos artigos