3 C
Bruxelas
5 Dezembro 2022

Castelo Branco em caso de orgias sexuais violentas

Clique para ampliar José Castelo Branco foi chamado pela justiça a depor num caso em que uma mulher foi alegadamente obrigada pelo marido, sob ameaça de armas, a participar em orgias de sexo violento. O homem conhecido como “rei do jet-set” é testemunha por ter participado num dos encontros – todos filmados.


Além de Castelo Branco, a sua mulher, Betty Grafstein (também na foto), foi também chamada como depoente pelo principal arguido do caso, um indivíduo de Famalicão acusado pelo Ministério Público de crimes de violência doméstica e detenção de armas proibidas.

A idosa norte-americana – conhecida por ser dona de uma empresa de jóias nos Estados Unidos, herdada do falecido ex-marido – também é referida como tendo testemunhado sessões de sexo em grupo, de características violentas (sado-masoquismo), em hotéis de luxo na zona de Lisboa. No processo, aparece em várias fotografias

José Castelo Branco, em declarações ao Jornal de Notícias, nega ter participado em orgias, admite ter conhecido o empresário que pensa ser o arguido no processo, mas diz não querer nada com ele. Uma vez enviou-lhe uma foto “onde se via a pilinha”. “Vi logo que ele era maluco”, a firma.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos