16 C
Bruxelas
30 Março 2023

Cartas reagem ao Banco de Portugal

Clique para ampliar Franquelim Alves não assinou nenhuma das duas cartas enviadas, no primeiro semestre de 2008, pelos responsáveis do Grupo BPN/Sociedade Lusa de Negócios (SLN) ao Banco de Portugal (BdP). Ao contrário do que tem sido dito pelo Governo, as missivas não denunciam irregularidades por iniciativa própria, mas respondem a perguntas feitas pelo BdP a 30 de janeiro de 2008. Em entrevista ontem à RTP, o próprio secretário de Estado confirmou que apenas em junho foi possível reunir “dados fundamentados” de uma situação “que tinha de ser devidamente documentada”.

As duas cartas foram enviadas ao BdP a 15 de maio e 2 de junho. Ambas são assinadas por Abdool Vakil e Francisco Sanches, presidente e administrador do grupo do BPN, SGPS: a primeira tem apenas a assinatura daqueles dois responsáveis, mas a segunda tem uma rubrica dos restantes administradores do grupo, incluindo Franquelim Alves.

Nas declarações à televisão pública, o secretário de Estado garantiu: “Não omiti nada ao Banco de Portugal”. Sobre se poderá apresentar a demissão, caso continue a polémica à sua volta, Franquelim Alves respondeu: “Estou perfeitamente tranquilo”, mas “não quero ser um elemento que possa perturbar uma tarefa que é patriótica”.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/cartas-reagem-ao-banco-de-portugal

Artigos relacionados

Últimos artigos