24.9 C
Bruxelas
8 Agosto 2022

Cartas reagem ao Banco de Portugal

Clique para ampliar Franquelim Alves não assinou nenhuma das duas cartas enviadas, no primeiro semestre de 2008, pelos responsáveis do Grupo BPN/Sociedade Lusa de Negócios (SLN) ao Banco de Portugal (BdP). Ao contrário do que tem sido dito pelo Governo, as missivas não denunciam irregularidades por iniciativa própria, mas respondem a perguntas feitas pelo BdP a 30 de janeiro de 2008. Em entrevista ontem à RTP, o próprio secretário de Estado confirmou que apenas em junho foi possível reunir “dados fundamentados” de uma situação “que tinha de ser devidamente documentada”.

As duas cartas foram enviadas ao BdP a 15 de maio e 2 de junho. Ambas são assinadas por Abdool Vakil e Francisco Sanches, presidente e administrador do grupo do BPN, SGPS: a primeira tem apenas a assinatura daqueles dois responsáveis, mas a segunda tem uma rubrica dos restantes administradores do grupo, incluindo Franquelim Alves.

Nas declarações à televisão pública, o secretário de Estado garantiu: “Não omiti nada ao Banco de Portugal”. Sobre se poderá apresentar a demissão, caso continue a polémica à sua volta, Franquelim Alves respondeu: “Estou perfeitamente tranquilo”, mas “não quero ser um elemento que possa perturbar uma tarefa que é patriótica”.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/cartas-reagem-ao-banco-de-portugal

Artigos relacionados

Últimos artigos