1.8 C
Bruxelas
3 Dezembro 2022

Cardeal-patriarca de Lisboa apelou à revolta… cultural

Clique para ampliar O cardeal-patriarca de Lisboa apelou na celebração de Corpo de Deus aos líderes europeus para que mantenham a dignidade da pessoa humana no centro da resposta à crise, e defendeu que a solução só será encontrada com uma “revolta cultural”.

Durante a homilia da missa de Corpo de Deus, na Sé de Lisboa, José Policarpo começou lembrar que em Lisboa se encontram representantes europeus das igrejas católica e ortodoxa, que participam no III Fórum de diálogo entre as igrejas, cujo tema é a “reflexão cristã sobre crise atual que a Europa atravessa”.

“Essas reflexões vão na linha, não de nos pronunciarmos sobre soluções políticas e técnicas, mas de alertar toda a Europa para o facto de que com a adulteração cultural que se tem realizado, no centro da qual deveria estar a pessoa humana na sua dignidade e na sua vocação de fraternidade, sem uma revolta cultural, a Europa poderá encontrar soluções precárias, mas não a solução”, afirmou.

Quase a terminar a missa, o cardeal arcebispo de Budapeste, Peter Erdo, presidente da Comissão das Conferencias episcopais, dedicou igualmente algumas palavras ao mesmo assunto, que está no centro do encontro entre bispos católicos e ortodoxos.

Sublinhando que não se trata de um encontro “para falar das verdades dogmáticas da fé”, Peter Erdo disse que o objetivo é uma reflexão conjunta sobre os problemas da atualidade”.

“Estamos convictos de que a Igreja Católica e Ortodoxa têm unanimidade na forma de olhar para a atualidade. Encontrámo-nos para falar da crise económica e da pobreza na Europa. Não somos especialistas em economia, mas antes de qualquer proposta técnica queremos partir da expectativa da fé e antes de propor princípios de moral, temos que olhar para a realidade”, afirmou.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos