3 C
Bruxelas
5 Dezembro 2022

Brasileiros fabricam aviões em Évora

Clique para ampliar A construtora aeronáutica brasileira Embraer anunciou que a produção nas suas duas novas fábricas em Évora arranca já “em meados de julho”, embora a inauguração das unidades esteja marcada para 21 de setembro.

“Devemos iniciar a produção agora, em meados de julho” para “fazermos as primeiras entregas ainda este ano para o Brasil”, revelou Paulo Marchioto, responsável pela Embraer Portugal.

O anúncio da construtora brasileira foi feito esta terça-feira durante uma visita para jornalistas às duas novas unidades industriais, localizadas no parque aeronáutico de Évora.

A Embraer está a construir, desde novembro de 2010, duas fábricas em Évora, uma dedicada a estruturas metálicas (asas) e outra a materiais compósitos (caudas).

De acordo com a empresa, o investimento inicial nas duas fábricas ronda os 180 milhões de euros, contando já com 78 trabalhadores dos setores da engenharia e produção.

Em 2015, ano apontado para a “velocidade de cruzeiro” da produção, o número de trabalhadores deve aumentar para cerca de 400.

Segundo Paulo Marchioto, os primeiros componentes a serem fabricados em Évora, em materiais compósitos, destinam-se às caudas do avião executivo Legacy 450.

“Vamos fazer os estabilizadores horizontal e vertical”, indicou, explicando que estes componentes seguem depois para as linhas de montagem no Brasil.

Outros componentes, a serem fabricados em Évora, vão equipar o avião Legacy 500 e o KC-390.

O projeto KC-390 prevê a construção de aeronaves de combate com capacidade de reabastecimento em voo para a Força Aérea Brasileira (FAB), numa parceria entre a fabricante brasileira Embraer e as portuguesas OGMA (Indústria Aeronáutica de Portugal) e EEA (Empresa de Engenharia Aeronáutica).

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos