25.5 C
Bruxelas
18 Agosto 2022

Bolsa de terras dá trabalho a 420

Clique para ampliar Iniciativa é destinada a jovens agricultores para produção de mirtilos. Terrenos vão dar 20 empregos fixos e envolvem cerca de 400 pessoas nas colheitas.

É uma forma de aproveitar as condições favoráveis dos terrenos de Sever do Vouga para a produção de mirtilos. Vão ser atribuídos terrenos a 20 jovens agricultores, que podem empregar sazonalmente até mais 400 pessoas. A iniciativa, chamada ‘bolsa de terras’, arranca já no dia 24.

Esta é uma parceria da Câmara de Sever do Vouga com a associação local AGIM, a Fundação Bernardo Barbosa Quadros (que instalou a primeira exploração de mirtilos em Portugal) e a empresa de consultadoria agrónoma Espaço Visual. O projeto, que vai ser assinado nesta quarta-feira, visa constituir uma bolsa de terras para “jovens agricultores que se queiram instalar na cultura do mirtilo”, e vai implicar um investimento de mais de 3 milhões de euros.

“Coloca a terra a quem se dispõe a cultivá-la. É para todos, mas especialmente para os jovens agricultores . São 30 hectares de terra semiabandonada, nas freguesias Rocas do Vouga e Silva Escura, que dão para 20 explorações. É uma aposta no desenvolvimento do concelho que é a capital do mirtilo”, explicou ao Correio da Manhã José Martino, da empresa Espaço Visual.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/bolsa-de-terras-da-trabalho-a-420

Artigos relacionados

Últimos artigos