3.4 C
Bruxelas
5 Dezembro 2022

Bélgica: Último adeus às vítimas do acidente de autocarro

Clique para ampliar Milhares de belgas estiveram presentes quarta-feira no primeiro funeral de algumas das vítimas do trágico acidente de autocarro na Suíça que, na semana passada, matou 22 crianças e seis adultos daquele país.

Soldados em procissão solene carregaram 15 caixões para um gigantesco hall. Foram a enterrar uma professora e 14 crianças.

Estes alunos e a professora pertenciam a uma das duas escolas belgas que todos os anos dividem um autocarro para as suas tradicionais férias na neve na Suíça. Regressavam a casa quando a tragédia aconteceu. O autocarro, com 52 pessoas, chocou com violência contra a parede de um túnel. Além dos que perderem a vida, 24 crianças ficaram feridas. Ainda não se sabe o que provocou o acidente.

«Há algo pior do que os pais que perderem aqueles que mais amam?», disse o presidente da Câmara de Lommel, Peter Vanvelthoven, na cerimónia.

Seis das vítimas eram holandesas, por isso o Rei Alberto II da Bélgica teve a companhia do Príncipe Willem Alexander da Holanda, assim como o primeiro-ministro belga Elio Di Rupo teve a visita do homólogo holandês Mark Rutte. Os aristocratas e governantes cumprimentaram todas as famílias na tentativa de lhes dar algum conforto.

Três meninas continuam internadas na Suíça. Estavam gravemente feridas, mas já recuperaram a consciência e estão livres de perigo. Um funeral em separado, com as vítimas da outra escola, será realizado na quinta-feira, em Heverlee.

FONTE: Bomdia.lu

[ Férias na neve acabam em tragédia ]

[ Durão Barroso: Acidente na Suíça “é trágico acontecimento” ]

Artigos relacionados

Últimos artigos