2.4 C
Bruxelas
2 Dezembro 2022

Atraso no pagamento de propinas chega a 25%

Clique para ampliar O atraso no pagamento das propinas “aumentou muito” na maioria das instituições de Ensino Superior, atingindo nalgumas um quarto dos alunos, disse à agência Lusa fonte da Federação Nacional dos Professores (FENPROF).

Repetidas vezes têm sido pedidos os números do abandono, sem que tenha sido assumida até ao momento a verdadeira dimensão de um problema que salta a cada dia para a Comunicação Social, com relatos na primeira pessoa.

Na quarta-feira, o PCP leva à Comissão de Educação um requerimento para ouvir a este respeito, no Parlamento, o ministro Nuno Crato. Os comunistas querem saber qual a dimensão do fenómeno, o acompanhamento que o Governo tem feito e as medidas que pretende adoptar, no sentido de o combater.
“O atraso no pagamento de propinas aumentou muito na maioria das instituições. Não é directamente desistência, mas é um indicador forte do que está a acontecer”, disse à agência Lusa o coordenador do Ensino Superior na Federação Nacional dos Professores (FENPROF), Rui Salgado.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/atraso-no-pagamento-de-propinas-chega-a-25

Artigos relacionados

Últimos artigos