3.8 C
Bruxelas
8 Dezembro 2022

Atirador obcecado por ataque de 11/9

Clique para ampliar Aaron Alexis, o reservista que foi morto a tiro pela polícia, sofria de stress pós-traumático, apresentava sintomas de paranoia e até ouvia “vozes”.

O atirador Aaron Alexis, morto a tiro pela polícia na segunda-feira após ter matado 12 pessoas e ferido oito num edifício da Marinha dos EUA em Washington, estava transtornado e obcecado pelos ataques de 11 de setembro de 2001.

O ex-reservista da Marinha, de 34 anos, contou à polícia, após um incidente em 2004 (disparos contra um carro) em Seattle, que esteve em Nova Iorque durante os ataques de 11/9, que o deixaram completamente “transtornado”. O seu pai afirmou então que o filho tinha problemas associados com stress pós-traumático depois de ter sido um “participante ativo” nos dolorosos trabalhos de resgate das vítimas. O cenário dantesco em que trablhou durante semanas nunca mais o abandonou e, segundo os media, Alexis sofria de paranoia, distúrbios do sono e ouvia vozes.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/internacional/mundo/atirador-obcecado-por-ataque-de-119

Artigos relacionados

Últimos artigos