2.1 C
Bruxelas
3 Dezembro 2022

Arsenalistas mereciam mais

Clique para ampliar Um arranque imprevisível e louco, com um ‘bis’ de Alan, fez o Sp. Braga sonhar em pleno inferno de Old Trafford, mas a genialidade de Chicharito roubou a esperança minhota, que acabou por perder por 2-3.

Ciente dos recursos do adversário, e do ambiente hostil que esperava os bracarenses, José Peseiro surgiu em Manchester sem medo, assumindo uma estratégia corajosa e nada subserviente desde o primeiro minuto.

A ousadia do técnico do Sp. Braga não podia ter melhor resultado: Alan abriu o marcador nos instantes iniciais e voltou a facturar aos 20, garantindo o arranque mais sumptuoso da equipa nesta época.

No primeiro golo, Alan desviou de cabeça um cruzamento perfeito de Hugo Viana, perante a apatia da dupla de centrais improvisada por Alex Ferguson, a pensar em poupanças para o duelo com o Chelsea.

Já no segundo golo, apontado pelo mesmo artista (Alan), desta vez com o pé, todos os olhos repararam no assistente Éder, que fez um ‘nó cego a Carrick antes de ir à linha de fundo para cruzar.

O mexicano Chicharito reduziu para os ingleses cinco minutos depois, após cruzamento do japonês Kagawa, mas o Man. United só beliscou a alma bracarense no 2º tempo, até porque a equipa de Peseiro não deixou de jogar olhos nos olhos diante do grande favorito do Grupo H.

Evans desnorteou os minhotos com um golo na sequência de um canto, que gerou confusão na área de Beto. E um super Chicharito completou a reviravolta de cabeça, após um passe de Cleverley. Surgiu sozinho, como um foguete, na frente de Beto.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/sport/desporto/arsenalistas-mereciam-mais

Artigos relacionados

Últimos artigos