6.7 C
Bruxelas
27 Novembro 2022

Ainda faltam professores de português no estrangeiro

Clique para ampliar O Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) tem livres novos horários no básico e no secundário para o ano letivo de 2012-2013, de acordo com uma declaração de retificação hoje publicada no Diário da República.

O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, José Cesário, disse à agência Lusa que a publicação deste documento prende-se com a necessidade de preencher horários já atribuídos no âmbito do concurso anteriormente realizado e que, entretanto, foram deixados por professores que se aposentaram ou desistiram do projeto.

José Cesário adiantou que serão necessários entre três a quatro dezenas de professores para os horários que ficaram livres, e que estes vão ser retirados da bolsa de recrutamento que se encontra aberta desde o concurso de março passado.

O secretário de Estado referiu ainda que o número de professores já contratados e a contratar para o EPE deverá rondar os 400.

Na declaração de retificação n.º1161/2012, assinada pelos secretários de Estado da Comunidades Portuguesas, José Cesário, e do Ensino e da Administração Escolar, João Casanova de Almeida, publicam-se em anexo todos os horários dos diversos graus de ensino na diáspora, incluindo os que ainda se encontram livres.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos