23.3 C
Bruxelas
13 Agosto 2022

Aimar: “Não tenho a culpa que tivesse comprado bilhete para Dublin”

Clique para ampliar O argentino Pablo Aimar admitiu uma discussão mas negou ter sido agredido por um adepto após o empate (3-3) do Benfica com a União de Leiria.


“Não houve nenhuma agressão”, sublinhou Aimar nesta segunda-feira, em declarações ao canal de televisão oficial do Benfica. O argentino admitiu apenas que teve uma discussão com um adepto, à saída do Estádio da Luz, após o empate (3-3) entre Benfica e União de Leiria.

“Tive uma discussão com um adepto que me disse que só passava a bola ao Saviola e isso surpreendeu-me, pelo que lhe disse que não percebia absolutamente nada de futebol por fazer esse tipo de comentário. O adepto disse-me que tinha comprado o bilhete de avião para Dublin e a minha resposta foi que não tinha a culpa de que tivesse gasto o seu dinheiro para comprar um bilhete para uma final para a qual ainda não estávamos apurados. Nem eu o agredi, nem ele me agrediu”, explicou Aimar.

O argentino lamentou a primeira página do diário desportivo “Record” desta segunda-feira, que destaca a suposta agressão. “Parece-me vergonhoso que o meu pai na Argentina tenha que ler, com a minha foto na primeira página de um jornal, que fui agredido à saída do Estádio da Luz. A discussão foi dentro do Estádio e não houve nenhuma agressão”, disse. “Estou muito triste e muito decepcionado”, concluiu.

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos