1.8 C
Bruxelas
3 Dezembro 2022

Académica voltou a empatar o Benfica

Clique para ampliar A Académica voltou a impor uma igualdade ao Benfica, ao empatar 2-2 em encontro da quarta jornada da I Liga de futebol, disputado em Coimbra.

Com esta “escorregadela”, o Benfica permite que o FC Porto se isole no comando da prova, com dois pontos de avanço, depois de um encontro marcado por três grandes penalidades, duas para a Académica, convertidas por Salim Cissé e Wilson Eduardo, e uma para os “encarnados”, marcada por Cardozo, tendo o ex-bracarense Lima se estreado a marcar pelo Benfica e sido o único a marcar através de bola corrida.

Neste encontro, realce para o facto de a “Briosa”, que já na temporada passada tinha imposto um empate (0-0) ao Benfica em Coimbra, ter jogado os últimos 40 minutos reduzida a 10 elementos, por expulsão direta de Rodrigo Galo, bem como para a incapacidade de o Benfica materializar em golos as várias oportunidades de que dispôs.

O Benfica entrou muito forte no jogo e, no primeiro quarto hora, desperdiçou três excelentes oportunidades para abrir o marcador, com duas bolas nos ferros da baliza dos “estudantes”.

Logo aos três minutos, Óscar Cardozo atirou à trave, já com Ricardo completamente batido, depois de um cruzamento do argentino Enzo Perez, dois minutos depois Rodrigo rematou ao poste, no seguimento de um centro de Bruno César, e, aos nove minutos, novamente Cardozo teve nos pés o golo, após um excelente passe de cabeça de Rodrigo, mas Ricardo defendeu com a perna para canto.

A partir dos 15 minutos, a “Briosa” acertou nas marcações e começou a “respirar” melhor, libertando-se das “amarras” a que estava submetida. Aos 20 minutos fez o seu primeiro remate à baliza de Artur, através de Marinho.

O golo da Académica surgiu de grande penalidade, aos 26 minutos, convertida por Cissé, a castigar um derrube de Maxi Pereira a Makelele.

Ainda antes do intervalo, o Benfica poderia ter empatado a partida, mas o cabeceamento de Cardozo foi desviado por Ricardo, com a bola ainda a bater no poste.

A segunda parte começou praticamente com a grande penalidade que deu o empate ao Benfica, aos 51 minutos.

Nolito rematou dentro da área, depois de um centro de Salvio, e Rodrigo Galo desviou a bola com a mão, recebendo ordem de explusão direta pelo árbitro Carlos Xistra.

Cardozo, chamado a converter, não perdoou e empatou a partida e a partir daqui o Benfica partiu para um domínio avassalador, com várias oportunidades de golo.

Numa jogada de contra-ataque, aos 69 minutos, o defesa Hélder Cabral foi carregado dentro da área por Garay, motivando nova grande penalidade, que Wilson Eduardo converteu, colocando de novo a Académica em vantagem, aos 70.

A “Briosa” acreditou e conseguia sair em contra-ataque, enquanto o Benfica continuou a pressionar, mas nem sempre as jogadas saíam bem.

O avançado Lima, que entrou a um quarto de hora do fim, empatou o jogo, num grande pontapé de fora da área.

A partida continuou intensa até ao final, com os “encarnados” a pressionarem, mas sem sucesso até ao apito final de Carlos Xistra.

A Académica somou o quarto empate na Liga e o Benfica deixou o FC POrto sozinho na lidernça do campeonato, com mais dois pontos.

FONTE: Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos