18.8 C
Bruxelas
19 Agosto 2022

A censura só deu um ponto ao PS

Clique para ampliar Se as eleições fossem hoje, segundo a sondagem CM/Aximage, o PS tinha 32,6% e o PSD 25,3% dos votos.

O PS não tirou, em termos eleitorais, vantagem significativa com a moção de censura rejeitada, no passado dia 3, no Parlamento pela maioria PSD/CDS. O ganho nas intenções de voto foi de apenas um ponto percentual. Ainda assim, se as eleições fossem hoje, os socialistas ganhavam com 32,6 por cento dos votos, contra 31,6% em março.

Segundo uma sondagem CM/Aximage, realizada entre os dias 1 e 4 de abril (antes, portanto, da decisão do Tribunal Constitucional sobre o Orçamento do Estado), o PSD também sobe, mas apenas duas décimas (de 25,1% para 25,3%).

O CDS foi o partido com a maior queda, menos 2,7 pontos percentuais, apesar de o seu líder, Paulo Portas, ser o mais popular (ver info). Com uma descida residual, o PCP passa de 12,2 para 12% e o BE sobe de 7,1% para 7,8%. Em termos de popularidade dos líderes, numa avaliação de 0 a 20 valores, Jerónimo de Sousa, do PCP, continua à frente destacado e Passos Coelho em último, com apenas 3,9 valores.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/a-censura-so-deu-um-ponto-ao-ps

Artigos relacionados

Últimos artigos