6.7 C
Bruxelas
27 Novembro 2022

23 mil idosos vivem sozinhos ou isolados

Clique para ampliar A GNR sinalizou no ano passado 23 mil idosos a viver sozinhos ou isolados, números que esta força de segurança vai voltar a atualizar a partir desta terça-feira com o início da operação “Censos Sénior 2013”.

Segundo a Guarda Nacional Republicana, a operação vai decorrer em todo o país até ao dia 28 de fevereiro e tem como objetivo identificar novas situações e atualizar o registo de todos os idosos que vivem sozinhos ou em locais isolados na área de responsabilidade da GNR, o que corresponde a cerca de 94 por cento do território nacional e a 54 por cento da população residente.

O porta-voz da GNR, major Gonçalo Carvalho, disse à agência Lusa que a operação tem como missão essencial a identificação dos idosos em risco e informar as entidades competentes, como a segurança social, das situações de potencial perigo.

A GNR adianta que durante a iniciativa vão ser também levadas a cabo ações de sensibilização para que a população idosa adote comportamentos de segurança que permitem reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes.

A campanha realizou-se pela primeira vez em 2011, tendo sido, na altura, identificados 15.596 idosos, número que cresceu no ano passado para 23.001.

Segundo os dados da operação do ano passado, dos 23.001 idosos identificados, 18.082 vivem sozinhos e 2.483 residem em locais isolados, tendo ainda a GNR registado 2.436 que vivem sozinhos e isolados.
Em 2012, o distrito que tinha mais casos era o de Bragança, com 2.442 idosos a viver sozinhos ou isolados, seguindo-se o de Santarém, com 2.131, Évora, 2.037, Guarda, 1.912, Castelo Branco, 1.810, Viseu, com 1.897, e Santarém, 1.723.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/23-mil-idosos–vivem-sozinhos-ou-isolados

Artigos relacionados

Últimos artigos