3.8 C
Bruxelas
8 Dezembro 2022

17 partidos concorrem às eleições legislativas de 5 de Junho

Clique para ampliar Dezassete forças políticas apresentaram listas para as eleições legislativas de 5 de junho, mas apenas nove partidos e uma coligação vão candidatar-se a todos os círculos eleitorais, segundo a Comissão Nacional de Eleições (CNE).


De acordo com a CNE, PS, PSD, CDS-PP, BE, PCTP-MRPP, Movimento Esperança Portugal (MEP), Movimento Partido da Terra (MPT), Partido Popular Monárquico (PPM), Partido Nacional Renovador (PNR) e a CDU (coligação que integra PCP e PEV) apresentaram listas aos 22 círculos.

Em 2009, 15 forças apresentaram listas, mas também apenas nove partidos e uma coligação, a CDU, candidataram-se a todos os círculos.

Segundo o resultado do sorteio das candidaturas apresentadas nos respetivos tribunais para ordenação dos boletins de voto, divulgado no \site\ da CNE, o recém-criado Partido Pelos Animais e Pela Natureza (PAN) apresentou listas em 21 círculos eleitorais, não concorrendo apenas por Bragança.

O Partido Trabalhista Português irá concorrer a 19 círculos, ficando de fora nos círculos de Faro, Viana do Castelo e Fora da Europa.

O partido Portugal Pró-Vida (PPV) apresentou listas em 12 círculos eleitorais, enquanto o Partido Democrático do Atlântico (PDA) e o Partido Nova Democracia (PND) concorrem em nove círculos.

Já o Partido Humanista (PH) e o Partido Operário da Unidade Socialista (POUS) irão concorrer em oito círculos.

Por círculos eleitorais, 17 forças políticas concorrem pelo Porto, 16 por Braga e Lisboa e 15 por Setúbal.

Por Braga apenas não concorre o Partido Humanista, enquanto o Partido Democrático do Atlântico é o único que não apresentou listas por Lisboa.

Estes dois partidos não concorrem pelo círculo de Setúbal.

O Tribunal de Évora rejeitou uma candidatura às eleições legislativas, por ter sido apresentada em nome individual, tendo o candidato já sido notificado da decisão, disse hoje à Lusa fonte judicial.

O resultado do sorteio das candidaturas, num total de 15, apresentadas no tribunal, indica em 13.º lugar o nome de Manuel da Conceição Marques, sem apresentar qualquer sigla.

A fonte judicial adiantou que não foi admitida a candidatura e que o candidato não recorreu, no prazo estabelecido, da decisão.

Segundo a Lei Eleitoral da Assembleia da República, \”as candidaturas são apresentadas pelos partidos políticos, isoladamente ou em coligação, desde que registados até ao início do prazo de apresentação de candidaturas e as listas podem integrar cidadãos não inscritos nos respetivos partidos\”

Bomdia.lu

Artigos relacionados

Últimos artigos